Ana Cristina Azevedo - 11/04/2007

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ana Cristina Azevedo - 11/04/2007

Mensagem por Ricardo em Seg 28 Jan 2008, 1:45 pm

Olá a todos!

Eu tenho uma boa notícia: Estou com o CSQ em mãos.....

Eu fiz a entrevista dia 11/04/2007, quarta-feira. Vou tentar resumir o ocorrido, mas sou muito prolixa...

Cheguei às 15:00 para a minha entrevista que estava marcada às 15:30. Pude ouvir que havia uma moça sendo entrevistada por um senhor. Mesmo não querendo (para não ficar nervosa), não pude deixar de ouvir que a moça estava tendo o CSQ negado. Ela tinha uma bom francês, falava com desenvoltura, mas o M. Leblanc estava a aconselhando que fosse passar férias no Quebec para conhecer a cultura, o lugar, ver se era isto mesmo o que ela queria... Resolvi, então, descer, beber uma água, me acalmar e não subir até 15:25.

De volta ao 15º andar, eu continuei a escutar o M. Leblanc a dar conselhos a ela e pedir desculpa por ter sido dão direto. A moça agradeceu a sinceridade, saiu de cabeça erguida, com sorriso nos lábios e ele, educadamente e sempre simpático, a acompanhou até o elevador.

Ao mesmo tempo que eu tremia de nervoso, tentava me acalmar, me consolando com a idéia de que ela estava sendo reprovada por falta de pesquisa na sua área de atuação e sobre Québec. (Pude perceber pela conversa).

Eu entrei, amedrontada e confiante, sorridente e assustada (não dá para descrever).

Ele me pediu que me sentasse e começou a solicitar os documentos... Até que me pediu meus diplomas universitários - OK e DIPLOMA DO 2º GRAU.... Não tenho... No papel não estava claro que precisaria do diploma e histórico escolar do 2º grau....

Aí, foi um desastre....Eu comecei a gaguejar... Fiquei muda... tentei consertar com “Si vous veux, ahn...voulez, je peux te vous envoyer... Pardon…” Ele foi seco e dieto e respondeu “Pas nécessaire” e completou com um: “Mas eu estou aqui para isso”....

Pronto ! Fui reprovada... maldito histórico escolar....

Mas ele prosseguiu... Você quer morar a onde no Quebec? Eu respondi... Montreal, mas no formulário eu coloquei Outaouis por que nesteas cidades existe um programa de MBA que eu quero fazer.... Completando logo com ... Este MBA é aos Sábados, eu posso fazer enquanto trabalho.... (Já esperta com o que o AlexBHZ tinha relatado) Mostrei o folder que recebi da universidade....

Outro corte: Se você vai estudar, casar, ter filhos, não me interessa o que você vai fazer por lá, estou aqui para avaliar se você tem condições de trabalhar lá.

Aí foi a minha deixa: Expliquei a ele que a minha profissão é regulamentada (sou contadora e administradora), por isso precisaria estudar para exerce-la, mas enquanto não obtinha o registro havia outras oportunidades de emprego que se encaixavam no meu perfil... Mostrei uma oferta da Randstad, que é uma empresa de consultoria. Mostrei ofertas também da Price, da Ernst e da KPMG, uma vez que tinha trabalhado 3 anos como Auditora nas duas primeira empresas.

Ele falou muito bem da Randstad e disse que era uma boa oportunidade trabalhar lá... Por um acaso a vaga estava “desenhada” para o meu prerfil e não exigia registro na ordem...

Então, aproveitei a deixa e mostrei a ele uma apresentação em Power Point, falando sobre o mercado de trabalho Quebecois, como eu pretendia me inserir nele, coloquei minhas experiências, minhas características e meu plano de estudar para poder assumir cargos mais importantes na minha área de atuação.

FOI NESTE MOMENTO QUE ELE PASSOU A SER SÓ SORRISOS!!!!!!! Muito obrigada Sandra Vicente, por me dar esta idéia!!!

Ele adorou... Pediu para ficar com a apresentação, e começou a falar pelos cotovelos... Só elogios para mim...

Mostrou umas pirâmides e uns gráficos no flip chart falou um monte, mas eu não entendi nada... Senti que tinha passado... Ele começou a falar que a minha apresentação tinha sido a MELHOR de todas até o momento, que os brasileiros eram muito envergonhados e não se saiam bem na entrevista, apesar dos bons CVs, boa formação, bom francês, bom inglês... Não tinham a atitude correta... Que os peruanos e mexicanos se saiam bem nas entrevistas, apesar de ter menos gente aprovado e que São Paulo é onde mais tem gente aprovada.... blábláblá....

Eu sei que em um momento ele foi fazer alguma coisa no computador e reclamou (não entendi o que ele falou...) Aí ele se tocou... Ah! “Félicitations, vous êtes acceptée”. Imprimiu o meu CSQ, me acompanhou até o elevador, como não tinha ninguém lá fora, ficamos conversando.. Ele me disse que não tinha dúvidas que eu seria bem sucedida no Quebec....

Ah! Em algum ponto, eu mencionei que a minha irmã faria entrevista no dia 13. Ele perguntou quantos filhos éramos, eu disse que só nós duas... Aí ele resolveu me convencer a levar meus pais... Eu disse que ia ser caro sustentar os dois lá. Ele prontamente respondeu que como éramos duas, seria mais fácil...

Na hora de embora ele me disse que eu deveria tentar levar os meus pais depois que eu estivesse estabilizada que eles iam ficar muito sozinhos aqui sem as filhas...

IMPRESSÕES: Ele é muito simpático, mas no início ele fica um pouco durão para poder cobrar o que é devido dos entrevistados....

RESULTADO: Felicidade total pro resto do mês.

Ricardo
Admin
Admin

Número de Mensagens : 51
Idade : 37
Data de inscrição : 03/01/2008

Ver perfil do usuário http://canadaimmigration.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum